domingo, 6 de junho de 2010


“Lembro daquela menina de um tempo atrás que não desistia de nada, que sorria e corria nas letras e frases das poesias que lia. Naquele tempo seus olhos brilhavam e "desistir" não era uma opção. ” Joffre

Também lembro e me perguntando diariamente o que aconteceu...

Talvez ela nunca tenha existido
Ou se existiu, partiu e ninguém viu...

Talvez ande saltitando por ai
Num passado um pouco distante
Só sei que largou minha mão...
E desde então, tenho tentado encontrá-la
Mas em vão...

Muitos obstáculos venci, em outros cai,
Mas em nenhum momento a revi...

Essa menina danada de sonhos e risadas
Que a muitos encantava
Cessou, dormiu, partiu, escapuliu numa dessas madrugadas...

Partiu tentado realizar sonhos, encontrar amores
Não sei se encontrou, pois não mais regressou

Sei que quando resolveu partir,
Estava cansada, decepcionada e não podia sorrir.
Calejada pela saudade, fadada a frustração
Buscando coragem e uma nova encantação.

Ah! Que vontade que tenho de reencontrá-la
Mas a tristeza é tanta, que iria sufocá-la

Eu não sei se lamento sua partida
Ou invejo sua coragem
A liberdade é para os fortes.

Não desistir de nada, essa era sua lei
Hoje estou tão cansada
Que nem penso em começar nada

Aonde foi que a deixei????!!

3 comentários:

Everson Russo disse...

Com certeza essa menina está em algum lugar do seu coração,,,viva e esperando a hora certa de se soltar de novo....beijos de otima semana.

Siegrfried disse...

Essa menina, é o teu inconsciente...
Eu tenho também comigo, uma criança perdida em algum lugar aqui do coração...
Só falta reencontrá-la!

Landinho disse...

Oi menina linda do sorriso enigmático. Tô com saudades de vc. Não some não. Um grande beijo.