Postagens mais vistas

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Povoe sua solidão.

Algumas pessoas temem a solidão, pois acreditam que estar sozinho é uma coisa ruim, porém poucos sabem que aproveitar um pouco do silêncio de uma casa vazia pode ter seus benefícios.
 
“Existem coisas piores que estar sozinho mas geralmente leva décadas para entender isso e quase sempre quando você entende é tarde demais. E não há nada pior que tarde demais.” – Charles Bukowski

Uma vez que você abrace a solidão, conseguirá notar que ela não é necessariamente ruim, pelo contrário, algumas pessoas precisam dela.
É claro que isso não significa que os relacionamentos não possuem qualidades, os benefícios de momentos alegres com amigos são inegáveis, mas os momentos solitários não são monstruosos, basta saber desfrutá-los.

“Quem não sabe povoar sua solidão, também não saberá ficar sozinho em meio a uma multidão.” Charles Baudelaire

Perder o medo da solidão é o começo para crescer como pessoa. Uma vez que você aprendeu a ficar sozinho, irá gostar e querer aproveitar mais disso, e quando isso acontecer é que as 10 coisas listadas abaixo vão fazer sentido.

“A liberdade é a possibilidade do isolamento. Se te é impossível viver só, nasceste escravo.” Fernando Pessoa

“Dirige teu olhar para dentro de ti
E mil regiões encontrarás ali,
Ainda ignotas. Percorre tal via
E mestre serás em tua cosmografia”


quarta-feira, 23 de março de 2016

Assexualidade - O que é?



Desde a adolescência percebi que tinha alguma coisa diferente comigo, mas quando se é um adolescente, não há uma forma de ser normal. Todos os adolescentes experimentam uma variação de diferentes emoções e experiências, mudanças físicas. É normal se sentir como se não fosse normal... Mas o tempo foi passando, os conflitos aumentando e se estenderam ate há pouco tempo atrás... (se passaram 20 anos).
 
Os conflitos começaram na época da escola, quando quase todos pré-adolescentes vivem seu primeiro amor. E comigo não foi diferente eu sempre me “apaixonei” por meninos... Ate ai tudo bem, porem minhas paixões sempre terminavam a partir do momento que o menino se interessava por mim... Estranhamente minhas paixões eram sempre platônicas, eu gosto de gostar do outro, mas sempre que pensava em viver essa paixão, de forma física ou real, ela já não fazia sentido.

Os anos iam seguindo e eu já estava na adolescência, minhas amigas perguntavam se eu não gostava de algum menino... E de fato sempre gostava de alguém, mas a distancia, de uma forma contemplativa... Eu sempre me cobrava porque não era igual a elas, que gostava dos meninos e “ficavam” com eles... A forçação foi tanta, que eu coloquei na cabeça que precisava ser igual a elas.

Dei meu primeiro beijo com 17 anos, sim aos 17, porque isso não era e nunca foi importante pra mim, na verdade foi uma violência contra mim mesma. Mesmo me sentido mal com essa situação tentei mais algumas vezes ser “normal” (a ultima foi na faculdade, a uns 6 anos)  na verdade mais para provar para os outros que não era homossexual. Não que tenha algo errado em ser homossexual. Se eu fosse talvez tivesse sido mais fácil, porque a única coisa que eu queria era saber o que eu era... Se alguns gostam de meninas, outros de meninos... Porque eu fisicamente falando não gosto de NADA?  Mas mesmo assim minha condição nunca me impediu de me apaixonar e achar meninos interessantes.

 30 anos se passaram depois de muitas perguntas, muita duvida e muita autoavaliação eu me encontrei. Se você aceita a si mesmo, esse é começo da aceitação de tudo. Do que eu gosto? Sexualmente falando, eu não gosto nem de meninos nem de meninas... Difícil entender? Imagina viver e um mundo que quase tudo se resume a sexo... Tente explicar isso para alguém que não vive sem sexo... Ele nunca vai entender, assim como eu nunca vou conseguir entende-lo... 

A única razão de eu não ser comum é que ninguém além de mim me enxerga dessa forma. Mas agora já me acostumei com isso, porque descobri o que sou.

Assexual - Assexualidade é uma das formas de manifestação da sexualidade humana baseada na falta de atração sexual por pessoas. 


Vamos explicar um pouco:

- Nem todo mundo que não sente atração sexual é assexual, muitas pessoas podem não sentir desejos por problemas psicológicos, hormonais, traumas…
- Assexual é o termo correto para se referir a pessoa sem atração sexual.
- Assexualidade não é escolha, nem doença.
- Muitas pessoas assexuais já fizeram/fazem sexo, existem muitos motivos para uma pessoa fazer sexo sem ser libido própria.
- Assexualidade não é o mesmo que celibato, celibato é uma escolha, enquanto a assexualidade é a falta de desejo sexual.
- Assexualidade se refere a libido, ou seja a vontade de fazer sexo, o que não impede a pessoa de amar ou se apaixonar, existem assexuais que se interessam por pessoas do gênero oposto (hetero-românticos), por pessoas do mesmo gênero (homo-românticos), por pessoas de mais de um gênero (bi-românticos)… Ou podem não se interessar por nenhuma pessoa (arromânticos).
- Pessoas assexuais tem noção estética, podem achar pessoas atraentes, bonitas…
-Pessoas assexuais podem gostar de outras formas de intimidade, como beijos, abraços, carícias…
-Algumas pessoas assexuais sentem desejos sexuais esporadicamente, outras não sentem nunca.







Assexual é um termo em construção e estudo, então antes de presumir algo sobre a sexualidade alheia: pergunte.