Postagens mais vistas na ultima semana.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Quase 30

Tenho dentro de mim uma voz que sussurra... Na verdade na TMP ela grita, que já estou com Vinte e oito anos. 

Vinte e oito um numero que é muito distante de 20 e assustadoramente próximo a 30. Assustadoramente, mas ainda não na prática. No meio ainda tem os vinte e nove. 

Me assusta pensar que na minha idade minha mãe já estava casada e com dois filhos. Me assusta também que 99,99% das minhas amigas já estejam com filhos.

Quando tinha 12 anos, pensava que com 28 estaria rica, casa e com filhos. Hoje penso que com 12 anos eu só deveria me preocupar em brincar de boneca.

Eu trabalho... E isso não me salva da síndrome do “sou uma jovem precária” porque realmente não gosto do que faço, mas me salva da síndrome do “sou uma jovem precária e desempregada”.

Convivência, o amor improvável, namoros improváveis​​, o amor em todos os lugares.

Se procuro o amor? Quem não procura o amor? E me sinto ansiosa para encontra-lo. E a ansiedade é como cólica menstrual.   Se você não teve não entendera.  Pode ate dizer: "Ah, eu entendo, isso é tão ruim." Mas não, se você nunca teve você não entende.  Se não teve ansiedade, a ansiedade de outros realmente não tocar você.

- Mas você tem namorado?

Não, não tenho namorado e estou pensando em estampar isso em uma camiseta, para evitar ter que dar a mesma resposta a todos que me fazem a mesma pergunta.

- Não, não tenho um namorado, mas sobrevivo. E você tiver um pouco de tempo te explico como é.

(Manuale di sopravvivenza per single_Irene Alcano)

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

O segredo é ignorar tudo que te faz mal...

Esta cansado???
De "saco cheio"???
Acho que posso ajudar, vou contar meu segredo.... O segredo é ignorar tudo que te faz mal. Parece ser meio egoísta??? Talvez, mas se não formos meio egoístas as vezes, acabamos sucumbindo as louras e problemas alheios.


Regra um: Se não posso resolver, procuro nem saber.
É impressionante como tem gente que adooora jogar problemas alheios nos ombros da gente não é? Pessoas que chegam jogam o lixo e vão embora. É você seu "idiota", que tem que ficar quebrando a cabeça de como limpar a caca alheia. Não podemos esquecer que existem pessoas que adoram problemas e não vivem sem um, mesmo que você ajude uma, duas vez, elas são profissionais em trazer cada vez mais problemas. Então evite esse tipo de pessoa e nunca pergunte, Como vãos as coisas? ou Posso te ajudar?‘ Porque eles tem o ahh, você não sabe o que me aconteceu’‘ ah, não estou passando bem’, na ponta da língua.

Regra dois: Não compre briga alheia.
O que você ganha com isso? "Ah preciso defender ou ajudar fulano(a)". Cala a boca, você ja não tem problemas que chega, vai querer agregar problema alheio? Sem contar que as vezes os donos das brigas resolvem deixar a confusão pra lá e você continua brigando sem nem saber o porque. Então cai na real e deixa de tentar ser o "cara legal". Do que adianta ser o "Legal" sem nenhuma energia.

Regra três: Evite pessoas que só falam de desgraças e doenças.
Tem gente que adora colecionar bula de remédios. Desse jeito chama a atenção dos outros, despertando preocupação e cuidados. Enquanto descreve seus males e contam seus inacabáveis sofrimentos, rouba sua energia e depois você sente péssimo.


Regra quatro: Evite pessoas que faz de tudo para despertar pena.
É sempre o coitado, a vítima. Chora, lamenta-se a anos a fio choram sua desgraças. Corte suas lamentações dizendo que não gosta de queixas, ainda mais que elas não resolvem situação alguma. Com esses só a dureza surte efeito.

 Isso vale para todos aqueles vampiros de energia,  que se alimentam de nossa energia vital, pois não conseguem equilibrar suas próprias energias.

E se depois de tomar essa novas atitude alguem ficar fazendo "bico" porque você resolveu dar um gelo, não se intimide, porque os vampiros usam a cobrança, se mostram ressentidos por você não dar atenção, cobram sempre, de tudo e todos, cobram por que você não ligou para ele, que não enviou um email, querem que você assuma a culpa.

 Manter distancia e ignorar tudo que te faz mal é a melhor forma de nos defender e nós equilibrar. Não esqueça de verificar se você, sem querer, não é uma dessas pessoas que só "enchem o saco" dos outros.

Tudo você levar as regras a fio, tenho certeza que o "saco vai esvaziar" e você terá mais tempo e energia para resolver os seu próprios problemas. 

Boa sorte!