segunda-feira, 27 de julho de 2015

Benedetti


"Não sei se sou uma pessoa triste com vocação de ser uma pessoa alegre ou vice e versa do avesso.

O que sei é que, sim, há sempre alguma  tristeza nos meus momentos mais felizes, assim como tem sempre um pouco de alegria nos meus piores dias."

Mario Benedetti

3 comentários:

Janaina muller estacio disse...

Que lindo Adri. Tambem me identifico nestas palavras. Acho q e do ser humano este contentamento, descostente. Bjuu

CrazySeawolf disse...

Eu sou triste por natureza. A vida nunca me caiu bem. Por isso devo ser mal-humorado...

Anônimo disse...

Dizem que às vezes precisamos desabafar nem que seja com nós mesmos, que só assim melhoramos nosso dia, nossa semana, ou até mesmo nossa vida. Sinceramente?? Não acho que apenas um desabafo possa melhorar tanta coisa assim. Acho que o desabafo é sim muito importante, até porque muitas vezes precisamos de um bom desabafo com uma amiga para conseguir engolir aquele comentário desnecessário que alguém possa ter feito pra você ou simplesmente aceitar de uma forma mais saudável aquilo que não tem jeito, que você não consegue mudar a situação e ainda assim precisa conviver com o problema todos os dias mesmo não concordando com simplesmente nada daquilo.
Sabe o que eu realmente acho? – Que as pessoas deveriam dar mais atenção para as coisas que acontecem a sua volta. Dar menos valor ao dinheiro, menos atenção para as pessoas que nunca quiseram nosso bem, mas que sempre dá um jeitinho de estar ali, bem pertinho de você, tipo o “diabinho” que nos desenhos animados fica lá te cutucando querendo te dizer quem te ama ou deixa de te amar. Colocando a famosa pulga atrás da orelha!
Em alguns momentos de dificuldade quem não pensa em mil coisas que poderia fazer pra sair da situação? Mas por ter um mínimo de noção de que aquilo não é direito, sempre deixamos pra lá, seguimos em frente e muitas vezes fazemos até piada, porque as vezes pensamos em coisas mirabolantes. Então chega! Chega de aceitar o errado para se passar apenas por bonzinho, chega de aceitar presentes daquelas pessoas “diabinhas” que nunca saem da barra da sua saia, até porque já sabemos que no final a cobrança será bem maior! E JÁ CHEGA de se fazer de vítima para as pessoas que sempre estiveram ao seu lado e disseram milhares de vezes que você ia se dá mal e mesmo assim você quis acreditar naquilo que na hora, você mesmo chegou a pensar: “ Caramba, parece até mentira!”kkkkkkkk – Pois bem, era mentira mesmo! Mas agora que já fez a merda, não tem problema, liga pro seu “anjinho” e desabafa com ele!!