quinta-feira, 20 de setembro de 2007



"Quando te lembras
Do cheiro de minha carne
Te dá vontade
De beijar a minha boca
E ficas louca
Como quem arde
Tu não te lembras
Que o meu cheiro
Acelera o coração
É feito lança
É flor-de-cheiro
É como brilho
Da paixão"

(Cheiro da Saudade - Alceu Valença)


Um comentário:

Sidney Soares disse...

Oi Adri !!

Bom dia !
Olha acho que nem lembra de mim, eu fazia o blog de " Olho na Iris " , hoje estava dando uma passada por lá e lembrei de você , que sempre estava por lá.

Parabéns pelo o seu novo blog ele está lindo. Eu continuo falando sobre a Iris, mas em uma nova casa.

Bjs e foi um prazer em vim visitar o seu cantinho.

bjs.